Passos prévios II: Conexão ao BD

Passos prévios à programação em ASP. O que é um banco de dados e como conectar-se a partir dos ODBC.

Por Rubén Alvarez


Publicado em: 25/11/04
Valorize este artigo:
O seguinte passo, uma vez instalado o servidor que nos permite trabalhar em local, é criar os vínculos com as bases de dados que exploraremos em nossos scripts. Em efeito, a utilização de páginas dinâmicas está freqüentemente associado com o emprego da bases de dados.

Uma base de dados é simplesmente um conjunto de tabelas nas quais armazenamos distintos registros (artigos de uma loja virtual, provedores ou clientes de uma empresa, filmes em cartaz no cinema...). Estes registros são catalogados em função de distintos parâmetros que os caracterizam e que representam uma utilidade na hora de classifica-los. Assim, por exemplo, os artigos de uma loja virtual poderiam se catalogar a partir de distintos campos como pode ser um número de referência, nome do artigo, descrição, preço, provedor...

As bases de dados são construídas servindo de tais aplicações como o Microsoft Access ou o MySQL, as quais são bastante simples de utilizar com uns conceitos mínimos.

Nosso objeto aqui não é explicar a forma de explorá-las e sim, como estabelecer uma conexão entre a base de dados, armazenada em qualquer lugar do disco rígido e nossa página web hospedada também em qualquer parte e reconhecida por nosso servidor pessoal a partir do diretório virtual.

Para criar este vínculo, nos servimos dos conectores ODBC (Open DataBase Connectivity) os quais estabelecem o link com a base de dados.
Acesso por painel de configuração Agregando um DSN
O primeiro passo para criar esta conexão é ir ao painel de configuração e abrir o ícone ODBC 32bits. Dentro dele, deveremos criar um DSN (Data Source Name) do tipo sistema ou usuário. Para isso, colocamos na aba correspondente (DSN sistema ou DSN usuário) e selecionamos "Acrescentar". A seguir nos pedirá para selecionar os controladores da aplicação que utilizamos para criar a base de dados, o nome que quisermos lhe atribuir (aquele que empregamos em nossos scripts) e o caminho para encontra-la em nosso disco rígido.

Configurando a conexião
Esta DSN permite na verdade definir a base de dados que será interrogada sem a necessidade de passar pela aplicação que tivermos utilizado para construí-la, ou seja, com simples chamadas e ordens desde nossos arquivos ASP poderemos obter os dados que buscamos sem a necessidade de executar o Access ou o MySQL os quais, evidentemente, não terão porque se encontrarem no servidor onde trabalhamos.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato