História do XML

Desde que IBM inventou o GML até que se criou o XML.

Por Miguel Angel Alvarez - Tradução de JML


Publicado em: 07/10/05
Valorize este artigo:
O XML provém de uma linguagem que inventou IBM lá pelos anos 70. A linguagem de IBM chama-se GML (General Markup Language) e surgiu pela necessidade que tinham na empresa de armazenar grandes quantidades de informação de temas diversos.

Imaginar por um momento a quantidade de documentação que a IBM geraria sobre todas as áreas nas que trabalhava e investigava, e a quantidade de informação que haverá gerado até hoje. Sendo assim, necessitavam uma maneira de salvar a informação e os experts de IBM inventaram GML, uma linguagem com a qual poder classifica-la toda e escrever qualquer documento para que se possa logo processar adequadamente.

Esta linguagem atraiu muito ao pessoal de ISO, uma entidade que se encarrega de normalizar quantas coisas você puder imaginar para os processos do mundo atual, de modo que lá pelo ano de 86 trabalharam para normalizar a linguagem, criando o SGML, que não era mais que o GML, porém, padrão (Standar em inglês).

SGML é uma linguagem muito trabalhada, capaz de se adaptar a um grande leque de problemas e a partir dele criaram-se os seguintes sistemas para armazenar informação.

Pelo ano de 89, para o âmbito da rede Internet, um usuário que havia conhecido a linguagem de etiquetas (Markup) e os hiperlinks criou uma nova linguagem chamada HTML, que foi utilizado para um novo serviço de Internet, a Web. Esta linguagem foi adotada rapidamente pela comunidade e várias organizações comerciais criaram seus próprios visores de HTML e disputaram entre eles para fazer o visor mais avançado, inventando etiquetas segundo sua própria vontade. Desde 96 até hoje uma entidade chamada W3C trataou de colocar ordem no HTML e de estabelecer suas regras e etiquetas para que seja um padrão. Entretanto o HTML cresceu de uma maneira descontrolada e não cumpriu todos os problemas que planejava a sociedade global de Internet.

O mesmo W3C em 98 começou e continua, no desenvolvimento de XML (Extended Markup Language). Nesta linguagem foi pensado muito mais e muitas pessoas com grandes conhecimentos na matéria estão ainda trabalhando na sua gestação. Pretendiam solucionar as carências do HTML no que se refere ao tratamento da informação. Problemas do HTML como:

  • O conteúdo se mistura com os estilos que queremos aplicar.
  • Não permite compartilhar informação com todos os dispositivos, como podem ser computadores ou telefones celulares.
  • A apresentação na tela depende do visor que se utilize.
Imagine, uma pessoa que conhece o HTML e o difícil que pode chegar a ser entender seu código, se tivesse que processa-lo para extrair seus dados que necessite em outras aplicações. Seria muito difícil saber onde está realmente a informação que busca, sempre misturada entre etiquetas <FONT>, <TABLE>, <TD>, etc... Isto é uma má gestão da informação e o XML a soluciona.





Comentários do artigo
Foi enviado 1 comentário ao artigo
1 comentário não revisado
0 comentários revisados

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato