Como gravar vídeo para Internet

Como gravar vídeo para uma correta reprodução na internet. Pense somente em uma coisa: compressão.

Por César Martín


Publicado em: 20/6/06
Valorize este artigo:
Quando você for gravar um vídeo para internet pense somente em uma coisa: Compressão.

A compressão de vídeo em geral tem 2 parâmetros.
A. Compressão do frame: O frame se analisa pixel a pixel, repetindo aqueles que forem iguais. Com isto podemos deduzir que quanto mais homogênea for a imagem, melhor compressão terá.
B. Compressão histórica: Se em diferentes frames se repetem pixels, se recordam e não se reproduzem novos pixels. Melhor compressão.


Como gravar um vídeo para internet:

A cena:
Que a cena seja o mais homogênea possível. Que tanto a roupa e o fundo sejam de cores lisas e evite as texturas. Está proibido as listras, quadriculados e jeans.
Que os frames entre eles não variem muito. Isto se consegue dispondo de um cenário mais ou menos homogêneo. Evite os exteriores.

Os planos:
O tamanho do plano também varia, no caso da internet lembre-se que a tela será muito pequena, portanto será melhor fazer planos um pouco mais abertos do que de costume. Procure não fechar ou abri muito. Planos muito fechados criarão texturas que será difícil de comprimir e planos gerais, muito abertos será difícil de perceber em uma tela tão pequena.
Evite os movimentos de câmara bruscos. É melhor o zoom que o paneo. O zoom conserva a mesma imagem que tínhamos ao princípio com o qual se comprime melhor.

A cor:
Procure fazer com que as cores usadas na sua cena tenham uma categoria parecida. Quanto menos variação na cor , menos cores, melhor compressão.
Use uma iluminação neutra. Evite o claro ou escuro, pois criará picos de cor que são difíceis de comprimir.
É melhor que o apresentador fale devagar. Evite o áudio em cena (novamente, evite exteriores). Quanto mais homogêneo for o áudio, melhor será a compressão.

A mudança de plano:
O principal problema que existe na internet com o vídeo é a mudança de plano.
As mudanças de plano jogam por água abaixo, tudo o que tínhamos de história e pixels armazenados em nosso compressor. Portanto se recomenda fundir entre planos para aliviar este salto.

Rotulação e grafismo:
Não coloque rótulos ou legendas no seu vídeo, faça-o sobre a página web. Será melhor visto. O nome do apresentador, os convidados, a localização pode ser incluída em uma ficha junto com o vídeo, será melhor lido se você colocar sobre o vídeo.
Não use grafismo no seu vídeo (cabeçalhos, cortinas, etc...) se comprimem mal porque duram pouco e são muito variadas em suas cores e formas.

Formatos e duração:
Se o que você vai preparar é um programa de televisão, evite o esquema tradicional. Sumário, chamada, etc... É melhor que os links levem diretamente à cena em questão.
As reportagens tradicionais de televisão têm muitos planos e a gama de cor é muito variada. Talvez, tenha que reedita-las e fazer uma correção de cor para conservar a qualidade quando for comprimir.
A duração recomendada por vídeo é de uns 3, 4 minutos. Quanto mais tempo de streaming quiser manter, mais risco correrá de que a conexão falhe e seu vídeo seja cortado.

E por último, procure que o link que abre um vídeo leve claramente indicado o peso, o formato, e uma breve descrição do conteúdo, no caso de que tenha tempo e vontade, inclua também umas fotos de alguns planos do vídeo, ajudarão ao usuário a compreender o que há no vídeo.

Exemplo de ficha de vídeo:
Titulo: Leões na floresta.
Formato: Windows Media Player.
Duração: 2m 30 segs.
Peso: 3 MB.
Sinopse: Reportagem sobre leões rodado no zoológico do Rio de Janeiro. Inclui entrevista a Fernando Vieira Gomes, diretor do zoológico.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato