Navegador Opera

Uma questão de estilo? Poderá ocupar o lugar de outros navegadores mais utilizados?

Por Gck


Publicado em: 26/10/06
Valorize este artigo:
Sistema:
Win95/98/NT/ME/2000/XP
Idioma: Português
Licença: Freeware
Tamanho: 3.6 MB
Web: http://www.opera.com

Se existe um navegador singular, certamente esse é o Opera. Muito mais particular que Internet Explorer que está dotado como uma magnífica capacidade de gerar falhas de segurança graves cada vez que um usuário com os suficientes conhecimentos lhe dá uma olhada a fundo; certamente, também mais particular que Mozilla Suite, a robusta aplicação trinitária -navegador, cliente de correio eletrônico e compositor web, três em um. Não entrarei na discussão das características de outros tantos navegadores, como por exemplo Firebird -baseado como Mozilla Browser e Netscape Navigator no motor Gecko-, Kmaleon ou outros da mesma matriz Gecko. Também não faz falta mencionar as armaduras lideradas por NeoPlanet, destinadas a acrescentar algumas extensões ao próprio Internet Explorer, porém sem corrigir, claro está, os erros cometidos pela curiosa multidão de engenheiros de Microsoft.

Suponho que Opera nos chamou a atenção a todos os usuários em alguma ocasião, particularmente pela sonoridade de seu nome. A mim particularmente me intrigava a boa fama que tinha entre os usuários de Mozilla, que chegam a considerá-lo uma espécie de parente próximo, apesar de que se trata de uma aplicação comercial à venda por 34 euros (cerca de 100 reais). Esta familiaridade Opera-Mozilla se explica devido a vários fatores; entre eles, o comum afã de tornar-se digno no mercado amplamente subordinado pelo Internet Explorer, o venerável respeito aos padrões do Consórcio W3, a extraordinária capacidade de personalização e certas boas idéias que simplificam e torna mais cômoda a navegação web.

Tudo bem, Opera tem boa fama e conta com o apoio dos que podem ser usuários dos mais ásperos, quando se trata de entrar em discussões que enfrentam a comunidade livre e a Microsoft e seu... (suponho que sim) navegador. De modo que alguém visita Opera.com, baixa o programa e prova. Existem duas opções que estão claras: pagar cerca de 100 reais que constitui uma cifra mais ou menos razoável, e eu posso dizer que vale a pena-; ou usar a versão de prova, completamente funcional, mas que inclui, um grande e espantoso banner que não só danifica a vista, como também ocupa grande parte do espaço visual.

Em um primeiro momento, depois de aceitar o dito banner, você começa a sentir uma pequena angústia espiritual, é porque Opera conta com dezenas de opções que, ao invés de manter-se ocultas à espera de ser descobertas, se fazem presentes praticamente desde o primeiro momento. Por exemplo, a barra de progresso encontra-se ativa por padrão; tal barra, diferencia-se das mais simples procedentes de Mozilla e Internet Explorer, faz uma exposição detalhada do download de arquivos -muito parecido aos dados de progresso na barra de estado do velho Netscape-, incluindo uma quantidade de arquivos, tamanho e enfim, todas as coisas que normalmente não temos a intenção de ler.

Temos que ter a idéia de que Opera não é uma aplicação completamente simples, se temos a intenção de domina-la plenamente; é uma boa idéia ser paciente e dar-lhe espaço e tempo. Afinal, depois de muito provar e ler, você descobre as peças chaves e já pode navegar velozmente sem nenhum incômodo. Opera inclui, entre outras coisas: navegação mediante pestanas; identificação de gestos do mouse, uma funcionalidade que transforma determinados movimentos do mouse em ações; cliente de correio eletrônico integrado no próprio programa -aparece dentro da mesma janela-: Opera se preocupa em explicar que se trata de um cliente absolutamente inovador e nunca visto e convida a ler um pequeno tutorial. Inclui assim mesmo a possibilidade de mudar de decorado -tradicionalmente, as máscaras de programas foram chamadas "skins" nos pseudonavegadores baseados no Internet Explorer e "temas" em Netscape/Mozilla-; a um clique de distância se encontra uma espécie de rastro, localizado no portal de Opera, onde os usuários de ânimo criativo podem expor seus próprios desenhos. Há muitos e grande parte deles é muito atraente. Opera inclui ainda a possibilidade de bloquear janelas emergentes não solicitadas, supressão das barras de deslocamento -se conta com roda de mouse, não são indispensáveis-, e um longo etcétera que pode chegar a surpreender. Além disso, pode-se dizer com justiça que Opera é uma aplicação razoavelmente leve e, de fato, seu peso de download sem java é de menos de 4 Megabytes. Ninguém negará que os engenheiros da companhia européia fizeram um trabalho admirável.

Opções de Opera
Opções do navegador Opera


Outros razões para adquirir Opera, são já as motivações informáticas, tem a ver com uma sorte de pequena vaidade. Existe ma delas seja mais poderosa que a outra: mas claro, cada uma resulta mais benéfica para determinadas gamas de usuários (e para determinadas gamas de grana também). De qualquer forma, há um motivo que sempre é divertido e revelador, é que consumir um Mac é realmente uma questão de estilo. Seu design é bem cuidado e apetecível, como uma guloseima. Algo parecido ocorre com Opera, e seus usuários mostram um orgulho singular por possuir este programa. De fato, o portal Opera.com conta com uma ampla comunidade destinada a dar cabimento aos seus exclusivos compradores. Bom, devo dizer que isso é algo que compreendo perfeitamente. Opera é como uma jóia!

Barra de navegação de Opera
Barra de navegação de Opera



Mais informações e downloads
http://www.opera.com

Outros programas





Comentários do artigo
Foram enviados 3 comentários ao artigo
2 comentários não revisados
1 comentário revisado:
Por: Marcelo
20/11/06
Amigos, o Opera agora é gratuito.

Usuários :    login / registro

Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato