Calibragem do monitor

Uma composição gráfica pode ser vista com diferentes tonalidades dependendo da configuração do monitor. Temos que calibrar o monitor para que o aspecto de nossa obra seja o mesmo em todos os computadores.

Por Luciano Moreno


Publicado em: 11/4/07
Valorize este artigo:
As composições gráficas podem aparecer de maneira diferente nos distintos monitores, devido principalmente à diferença nos parâmetros que definem a qualidade e as características luminosas e cromáticas de cada um deles.

Isto pode originar, por exemplo, que ao realizar uma composição sejamos nós mesmos os enganados, ao não corresponder às cores que vemos em tela às reais que estamos codificando no grafismo. Ou que o aspecto visual de uma página web desenhada em um monitor mal configurado não corresponda com o que logo verão os usuários, com a conseguinte perda de controle e de qualidade que isso supõe.

Para evitar estes erros é preciso utilizar uns valores padrões dos parâmetros de configuração, que tornam disponível que o aspecto de uma obra gráfica seja o mesmo em qualquer computador configurado segundo os mesmos valores. Estes valores costumam se com os que trazem um monitor ao sair de fábrica, e a recuperação dos mesmos recebe o nome de calibragem.

A calibragem é o processo de ajuste da configuração da conversão de cor do monitor a um nível padrão, de forma que a imagem se apresente de maneira igual em diferentes monitores.

Modelo de carta de ajuste

O método mais simples de calibragem passa pelo uso de imagens "cartas de ajuste", similares às que apareciam no televisor antes de começar a emissão. São imagens formadas por diferentes linhas de cores, umas finas e outras mais grossas, que se podem tomar como referência para realizar um ajuste totalmente manual, usando para isso os controles que possui o monitor. É um método pouco confiável, já que os ajustes são totalmente subjetivos.

Adobe Gamma

Outro método de calibragem mais avançado são as ferramentas de gestão da cor que facilitam certos programas de aplicação, como Adobe Photoshop, que inclui uma ferramenta básica, denominada Adobe Gamma, que pode ser utilizada para eliminar tonalidades de cor e padronizar a apresentação das imagens. Acessa-se a esta ferramenta através do menu Ajuda > Administração da cor > Abrir Adobe Gamma, com o qual acessamos a uma tela que nos permite ajustar os valores diretamente ou por meio de um assistente. Uma vez calibrado o monitor, os valores podem ser armazenados em um arquivo para as sucessivas re-configurações.

Calibrador de monitor
Calibrador de monitores

Porém sem dúvida a melhor forma de calibrar um monitor é utilizar o hardware específico para isso. O funcionamento varia segundo o dispositivo usado. Alguns se conectam diretamente ao monitor para coleta de dados binários, permitindo um ajuste individual direto de cada um dos canhões. Outros se baseiam em situar frente à tela do monitor diferentes medidores (calorímetros, colorímetros, etc.) para colher dados, fornecendo uma leitura dos valores atuais e proporcionando os valores idôneos de configuração.

Seja qual for o método escolhido, para uma correta configuração do monitor deveremos ajustar uma série de parâmetros, entre os quais se incluem os seguintes:

Brilho

Também chamado, luminosidade, define a relação não linear entre a tensão de entrada e a luminancia de saída, é intrínseco da física do ambiente dos canhões de elétrons e não depende da iluminação ambiente.

De outra forma, o brilho é a intensidade de luz emitida sobre uma área específica, pela qual as mudanças de brilho podem escurecer ou clarear todo o conteúdo da tela.

Os monitores tradicionais (CRT) geram aproximadamente de 80 a 100 cd/m ² (candela por metro quadrado). No caso de monitores LCD, não se admitem valores inferiores a 150 cd/m ².

Quanto ao tipo de computador, em um PC o brilho não se corrige internamente, por isso se uma imagem se vê bem no PC onde se cria, se verá igualmente bem em todos. Nos Mac, é ao contrário, existe uma correção adaptada ao das primeiras impressoras laser para Mac, por isso uma imagem criada em um Mac se vê algo mais escuro em um PC.

O brilho típico de um monitor de PC é de 2,35 (+/- 0,1). O de um sistema Mac é de 1,8. Para Internet pode-se criar as imagens ajustando a gama a um valor intermediário ponderado entre PC e Mac.

Ajustes do brilho
Ajuste do brilho

Se o valor do brilho em um monitor é baixo, as colores luminosas se escureceram, parecendo cinzas. Ao contrário, se o brilho for elevado, serão as cores escuras as que perdem profundidade, tornando-se cinzas.

Contraste

O contraste é a relação existente entre a intensidade luminosa do ponto mais claro e o mais escuro de uma imagem. Quanto maior for o valor de contraste, melhor será a legibilidade.

Se tivermos uma fotografia com um ponto branco e outro negro e estes mesmos estiverem em um monitor, geralmente o contraste no monitor (170:1) é superior ao que se dá em uma fotografia (100:1), mas se o ambiente estiver muito iluminado, o ponto negro deixa de ser negro e a relação de contraste pode baixar bastante (hasta 50:1). Esta situação se agrava quando há reflexos na tela que, ademais, produzem cansaço ao usuário.

Ajustes do contraste
Ajuste do contraste

Para uma correta calibragem de contraste há que buscar valores de 100:1, ou seja, que o ponto branco tenha 100 vezes mais luminosidade que o ponto negro (valor próximo a 2,2).

Cor

A cor em um monitor é produzida pela soma de diferentes intensidades das cores básicas (vermelho, verde e azul), mediante um processo denominado adição de cores.

A calibragem da cor consiste no processo de ajustar a cor de um dispositivo a um padrão estabelecido para conseguir que as cores de uma composição gráfica se apreciem igual em todos os monitores calibrados.

Ajustes da tonalidade
Ajuste da tonalidade

Deverão se ajustar os diferentes parâmetros que definem as qualidades das cores, como tom, saturação, gama, equilíbrio de cores primárias, etc.

Resumindo: É muito importante que na hora de desenhar nossas páginas web e seus elementos gráficos tenhamos nosso monitor bem configurado, já que em caso contrário, os resultados que obtenhamos não serão reais, produzindo diferenças apreciáveis entre o que vê os usuários em seus computadores e o trabalho que tivermos desenvolvido, com a conseguinte perda de controle e de qualidade que isso implica.





Comentários do artigo
Foi enviado 1 comentário ao artigo
1 comentário não revisado
0 comentários revisados

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato