A linha

A linha é o elemento básico de todo grafismo e um dos mais usados. Representa a forma de expressão mais simples e pura, porém também a mais dinâmica e variada.

Por Luciano Moreno


Publicado em: 20/6/07
Valorize este artigo:
A linha é o elemento básico de todo grafismo e um dos mais usados, tendo tanta importância em um grafismo como a letra em um texto. Representa a forma de expressão mais simples e pura, porém também a mais dinâmica e variada.

É formada pela união de vários pontos em sucessão, podendo se parecer à trajetória seguida de um ponto em movimento, por ter muita energia e dinamismo. Sua presença cria tensão e afeta ao resto de elementos próximos a ela.

As principais propriedade da linha são:

  • Contém grande expressividade gráfica e muita energia.
  • Quase sempre expressa dinamismo, movimento e direção.
  • Cria tensão no espaço gráfico em que se encontra.
  • Cria separação de espaços no grafismo.
  • A repetição de linhas próximas gera planos e texturas.

Em uma composição define direcionamento, que estará mais acentuado quanto mais linhas paralelas houver. Esta qualidade pode ser usada para dirigir a atenção em uma direção concreta, fazendo com que o espectador observe o lugar adequado.

Linhas e direção

Uma linha divide ou circunda uma área, encontra-se na borda de uma forma. Expressa separação de planos, permitindo ao designer usa-la como elemento delimitador de níveis e áreas na composição.

Separação mediante linhas

As propriedades de uma linha virão definidas pela sua grossura, sua longitude, sua orientação (direção) com respeito à página, sua localização (posição), sua forma (reta ou curva) e sua cor. Estas propriedades se verão afetadas também pelo número de linhas que houver na composição, sua proximidade e a orientação relativa entre elas.

A linha é considerada como tal enquanto a relação largura/comprimento não superar uma proporção determinada. Uma linha mais larga que a metade de seu comprimento perde a expressão dinâmica do traço e adquire a estática de uma superfície quadrada.

A união sucessiva de linhas forma um traço. O traços dão volume aos objetos que desenhamos e permitem representar simbolicamente objetos na composição, eliminando deles toda informação supérflua e deixando só o essencial.

Diferentes linhas

A linha pode ter as bordas lisas ou denteadas, com extremidades retas, arredondadas ou em ponta. Seu corpo pode ser sólido ou com textura, e sua direção pode ser curva ou reta. E cada uma destas características diversificará a forma em que é interpretada uma linha pelo espectador.

Podemos considerar diferentes tipos de linhas, cada um dos quais tem suas próprias qualidades:

Linha reta

Define o caminho mais curto entre dois pontos. É pouco freqüente na natureza, onde predominam as linhas curvas (o universo em sua totalidade é curvo), porém muito abundante no ambiente humano, que necessita delas para dar estabilidade a suas criações.

Retas horizontais

A linha reta horizontal expressa equilíbrio, calma, equilíbrio estável. Não existe estabilidade sem uma reta horizontal de referência, uma linha de horizonte, já que nos movemos em um plano horizontal.

As linhas retas horizontais são muito usadas nas páginas web, tanto que a linguagem HTML proporciona uma etiqueta específica para introduzi-las, HR. Utilizam-se principalmente como elemento delimitador de blocos de conteúdo em páginas de pouco conteúdo gráfico, sendo conveniente não apresenta-las com efeito tridimensional, e sim como uma simples linha plana (atributo noshade).

A linha reta vertical sugere elevação, movimento ascendente, atividade. Também expressa equilíbrio, porém instável, como se estivesse a ponto de cair. Isto pode se corrigir trabalhando as linhas verticais com outras horizontais de apoio, que lhes darão a estabilidade de que carecem.

Apoiando uma vertical

Em uma página web, as linhas retas verticais podem ser usadas para separar colunas textuais ou blocos de conteúdos, assim como as linhas frontais, com uma cor que destaque o suficiente sobre o fundo, ou como linhas de fundo, da mesma cor que este, separando zonas de uma cor diferente.

Retas inclinadas

A linha reta inclinada, pelo contrário, expressa tensão, instabilidade, desequilíbrio. Parecem que estão a ponto de cair. Dentro das linhas inclinadas, a que forma 45º com a horizontal é a mais estável e reconhecível.

Linha curva

É a linha mais livre e a mais dinâmica de todas, podendo sugerir desde um movimento perfeitamente definido até um movimento caótico, sem regras.

Curvas livres

Está bastante associada ao ser humano, que escreve e desenha quase sempre com linhas curvas.

As curvas mais comumente usadas em design gráfico digital são as curvas Bézier. Este tipo de curva foi desenvolvido por Pierre Bézier por encomenda da empresa Renault, que buscava uma família de curvas representáveis matemáticamente (são curvas de terceiro grau) que permitiram representar as curvaturas suaves que desejavam dar a seus automóveis.

Curva Bézier de terceiro grau

Uma curva Bézier fica totalmente definida por quatro pontos característicos, os pontos inicial e final da curva e dois pontos de controle (manejadores) que definem sua forma. Para modificar sua forma, basta mudar de posição um de seus pontos de controle.

São curvas de manejo pouco complexo e muito elegantes, com um desenvolvimento muito suave, capazes de se adaptar a quase qualquer forma imaginável, portanto são muito usadas para desenhar logotipos e ícones e para copiar qualquer figura.

Também são enormemente versáteis, podendo adotar desde curvaturas muito suaves (quase linhas retas) a curvaturas muito fortes (curvas complexas), passando por todos os valores intermediários. Podem, inclusive, mudar de côncavas a convexas ao redor de um ponto.

Botão suavizado com curvas

No desenho web, o uso de linhas curvas isoladas está muito limitado. É mais comum encontra-las como partes integrantes de formas mais complexas, sendo úteis, por exemplo, para suavizar a dureza de uma forma retangular em um ou mais de seus lados (como os botões).

Efeito de escalado

Um fator a ter em conta sempre que se trabalhe com linhas curvas em uma página web é o efeito de escalado produzido ao não ser capaz o sistema gráfico dos computadores de representar com exatidão formas curvas por meio de píxels. É o típico efeito de "dentes de serra" que aparece em todos os objetos com partes curvas, efeito que aumenta com o tamanho do objeto.

Imagem com rastreado

Uma solução a este problema visual é incluir as linhas curvas como imagens em formato web (GIF, JPG, PNG, etc.) e aplicar-lhes o processo de rastreado, disponível em quase todas as aplicações gráficas, por meio do qual se criam um ou mais píxels entre as bordas da linha e o fundo, de uma cor intermediária entre elas.

Traço

Um traço é o elemento linear formado pela união sucessiva de diferentes linhas. É talvez a forma gráfica mais humana, a que melhor representa nossa forma natural de desenhar.

Um traço muito humano

Um traço herdará as propriedades das linhas que o criam, existindo traços retos, curvos ou mistos.





Comentários do artigo
Foram enviados 5 comentários ao artigo
5 comentários não revisados
0 comentários revisados

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato