Utilização de cookies

Explicamos para que servem e como se utilizam estas célebres bolachas.

Por Miguel Angel Alvarez - Tradução de JML


Publicado em: 22/7/04
Valorize este artigo:
Sem dúvida este término resulta familiar para muitos. Alguns terão lido ou ouvido falar mas não sabem de que se trata. Outros, saberão que as cookies são "umas informações" armazenadas por um sitio web no disco rígido do usuário. Esta informação é armazenada num ficheiro tipo texto que se guarda quando o navegador acede ao sitio web.

É possível, evidentemente, ver estes ficheiros. Para abri-los há que ir ao diretório C:\Windows\Cookies para os usuários de IE 4+ ou a C:\...\Netscape\User\defaultuser para os usuários de Netscape. Como podem comprovar, na maioria dos casos a informação que se pode obter é indecifrável.

A utilidade principal das cookies é permitir ao navegador, quando o cliente visita por segunda vez um sitio web, em função do perfil que o cliente deu na sua primeira visita, poder adaptar-se dinamicamente às suas preferências (língua utilizada, cores do ecrã, formulários preenchidos total ou parcialmente...)

Para criar um ficheiro cookie, modificar ou gerar uma nova cookie faze-lo-emos a partir da função SetCookie:

setcookie("nome_da_cookie",valor,expiração);

Ponhamos um exemplo simples. Imaginemos que queremos introduzir numa variável cookie o nome do visitante. O nome pode ter sido recolhido previamente por um formulário tal e como vimos:

setcookie("pessoa",$nome,time()+86400*365);

Deste modo, criamos uma cookie chamada pessoa que tem como valor o conteúdo da variável $nome e terá uma duração de 1 ano a partir da sua criação (o tempo time() atual em segundos somado a um ano em segundos)

É importante que a criação da cookie seja prévia a apertura do documento HTML. Noutras palavras, as chamadas à função setcookie() devem ser colocadas antes da primeira etiqueta HTML

Por outro lado, é interessante apontar que o feito de definir uma cookie já existente implica que a antiga seja apagada. Do mesmo modo, ao criar uma primeira cookie leva consigo a geração automática do ficheiro texto.

Para utilizar o valor da cookie nos nossos scripts só teremos de chamar a variável que define a cookie. Realmente simples!

Há que ter cuidado em não definir variáveis no nosso script com o mesmo nome que as cookies pois PHP dará privilegio ao conteúdo da variável local em relação a cookie e não mostrará mensagem de erro. Isto pode conduzir-nos a erros realmente complicados de detectar.

Lembramos que é possível compilar numa variável de tipo array o conjunto de cookies armazenadas no disco rígido do cibernauta mediante a variável de servidor $HTTP_COOKIE_VARS

As cookies são uma ferramenta fantástica para personalizar a nossa página mas temos de ter cuidado pois não todos os navegadores permitem a utilização de cookies e podemos deliberadamente não querer a criação de cookies. Vemos que as cookies são um complemento e não uma fonte de variáveis infalível para o nosso site.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato