Arquitetura dos bancos de dados

Mostramos os três principais níveis que apresentam os bancos de dados.

Por Sara Alvarez Langa


Publicado em: 03/8/07
Valorize este artigo:
Os usuários não costumam saber como estão organizados e armazenados os dados.

Por este motivo um banco de dados deve apresentar os dados de forma que o usuário possa interpreta-los e modifica-los. Evidentemente, isto não pode ser aplicado a um informático que necessite saber onde se encontram fisicamente os dados para poder trata-los.

Podemos destacar três níveis principais segundo a visão e a função que realize o usuário sobre o banco de dados:
  • Nível Interno: é o nível mais perto do armazenamento físico dos dados. Permite escreve-los tal e como estão armazenados no computador. Neste nível se desenham os arquivos que contém a informação, a localização dos mesmos e sua organização, ou seja, criam-se os arquivos de configuração.
  • Nível conceitual: Neste nível se representam os dados que vão ser utilizados sem em conta aspectos como o que representamos no nível interno.
  • Nível externo: é o mais próximo ao usuário. Neste nível se descrevem os dados ou parte dos dados que mais interessam aos usuários.

Estes três níveis de visão de usuários são proporcionados pelos sistemas gestores de banco de dados (já veremos mais adiante o que significa isto).

Um banco de dados específico tem um único nível interno e um único nível conceitual, mas pode ter vários níveis externos.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato