Digitalização de imagens. Programas gráficos

Vemos os tipos de programas gráficos para o tratamento das imagens escaneadas.

Por Luciano Moreno


Publicado em: 15/10/08
Valorize este artigo:
Uma vez digitalizadas as imagens que necessitamos para nossa composição gráfica (folheto, cartaz, pôster, cartão, página web, etc.), geralmente se torna preciso um tratamento de retoque para configurá-las de acordo as nossas necessidades de apresentação (resolução, número de cores, dimensões, peso do arquivo, etc.) e dar-lhes o aspecto final desejado.

A chave do tratamento de imagens digitais são os programas gráficos, que podemos dividir em três categorias principais: programas de retoque fotográfico, programas de ilustração vetorial e programas de criação de animações.


Os programas gráficos são ferramentas fundamentais para o designer, intervindo na maior parte das fases de criação gráfica, desde o scan de um documento ou a criação direto de um novo gráfico até o armazenamento da imagem digital resultante no formato gráfico mais adequado.

Também nos vão permitir retocar imagens já existentes, configurar suas propriedades, aplicar filtros e efeitos, incluir conteúdos textuais e inclusive criar com elas vistosas animações interativas.


Existem no mercado uma infinidade de aplicações gráficas de todos os tipos e preços, embora haja algumas delas que ganharam fama, como Adobe Photoshop e Adobe Ilustrator, Macromedia Flash e Macromedia Freehan, Corel Draw, Paint Shop Pro, etc.

Um fator importante na hora de se decidir por um jogo de programas gráficos concretos (geralmente um de retoque e um de ilustração) é conveniente contrapesar a fundo a relação preço/qualidade, já que nem sempre o mais caro é o melhor, existindo programas como Paint Shop Pro que são bastante econômicos, são muitos úteis e fáceis de aprender e manejar.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato