Direcionamento de rede

Como se codifica a mensagem que se envia através de uma rede mediante o modelo OSI.

Por Sara Alvarez Langa - Tradução de Celeste Veiga


Publicado em: 04/2/13
Valorize este artigo:
No artigo anterior do manual de redes descrevíamos os modelos de camadas e vimos o modelo OSI. Neste artigo vamos tratar do direcionamento de rede a partir desse modelo.

Podemos dividir o fluxo de dados que se envia de uma origem a um destino em várias partes e misturar com outros dados de outras redes. Por este motivo é essencial que cada parte de nossa mensagem enviada contenha informação necessária para chegar ao destino correto.

Para que isto ocorra acrescentamos uma serie de dados a nossas mensagens e a partir do modelo OSI o veríamos assim;

Uma vez vista a imagem anterior podemos ir vendo o que se faz em cada camada, embora nos centraremos na camada 2 e 3 deste modelo.

Na camada 2 o que fazemos é acrescentar os endereços dos dispositivos (endereço MAC) implicados na comunicação.
Já na camada 3 acrescentamos o endereço de origem na rede, depois o endereço de origem do dispositivo (MAC) e a seguir os mesmos dados mas do destino.
A camada 4 nos identifica o tipo de serviço que está sendo executado no destino para poder receber a mensagem, ou seja, nos diz porque porto deve entrar a informação transmitida.

O pacote terminado ficaria assim:

Repassando

Vamos fazer um breve repasso por tudo que vimos até agora e ter claro o que é a comunicação através da rede.

Devemos ter claro que as redes de dados são sistemas de dispositivos finais, dispositivos intermediários e os meios que conectam os dispositivos.

Estes dispositivos e os serviços que neles operam, podem se interconectar de forma mundial cumprindo com as leis e protocolos estabelecidos.

Os modelos de networking mais amplamente utilizados são OSI e TCP/IP. Neste artigo vimos um exemplo de uso do modelo OSI.

À medida que baixam nele as camadas, os dados se segmentam em partes e se encapsulam com os endereços e demais etiquetas. O processo se reverte à medida que as partes se desencapsulam e passam para a camada do protocolo de destino.

A aplicação dos modelos permite aos técnicos de informática analisar as redes atuais e planejar as redes do futuro.

Exemplo de envio

Para terminar vamos ver um exemplo de como se enviaria um correio eletrônico.

O emissor cria um correio eletrônico em seu cliente de correio, clica em enviar e começa o processo.

Primeiro se passa a mensagem, se divide e encapsula com os dados necessários (endereço origem de rede, endereço origem do dispositivo, endereço destino de rede, endereço destino do dispositivo e dados vários, entre eles o correio).

Estes pacotes são enviados pela rede por diferentes caminhos e conforme vão chegando a seu destino se vão organizando e desencapsulando para, uma vez completo, ser enviado ao cliente de correio do destinatário.

Como vocês observam o processo é realmente complexo, mas nos assegura a recebimento da informação na maioria dos casos.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato