Informar aos rastreadores da existência de nosso sitemap

Temos que mostrar aos rastreadores de buscadores a existência e localização de nossos sitemaps.

Por Sara Alvarez Langa - Tradução de Celeste Veiga


Publicado em: 15/7/10
Valorize este artigo:
É muito importante, uma vez criados nossos arquivos sitemaps, mostrá-los, ou seja, informar aos distintos rastreadores dos motores de busca de sua existência para começar a tirar proveito deles o quanto antes.

A princípio, temos três opções para enviar nossos sitemaps aos rastreadores.

       
  • Enviando-os via as distintas ferramentas dos motores de busca.    
  • Especificando a situação do arquivo sitemaps em nossos robots.txt    
  • Enviando uma solicitação HTTP

Envio mediante as ferramentas dos motores de busca

Como este método depende de cada motor de busca vamos especificar como se faria a partir das ferramentas para desenvolvedores de Google, que sob meu ponto de vista, atualmente, é o mais representativo e importante.

Assim que acessamos com nosso usuário e senha à zona de ferramentas de webmaster temos que ver se apareceu o nosso site e se está verificado. Uma vez realizados estes dois passos só temos que clicar em nossa url e nos aparecerá uma janela cheia de opções de administração.

Na zona da direita temos uma opção que é acrescentar um sitemap, então clicamos no link que nos exibirá uma lista com os sitemaps que temos subidos, desde que já tenhamos algum subido previamente.

Se queremos acrescentar apenas um clicamos o botão de enviar sitemaps e nos aparecerá um quadro onde colocar a url que nos leva até o arquivo. Depois nos aparecerá na lista e nos mostrará o estado, o formato, as urls enviadas e as que estão indexadas.

Como vocês podem ver é bastante simples e rápido. E podemos dizer que com o resto dos buscadores será mais ou menos igual.

Mediante robots. txt

Isso já o vimos no artigo sobre Localização de arquivos sitemaps aplicado à inclusão de vários arquivos sitemaps em um arquivo robots.txt, mas é exatamente igual. Acrescenta-se a url onde se encontra o arquivo sitemap e pronto.

Nota: Se você não sabe o que são os robots. txt, ou não sabe como criá-los, temos um artigo dedicado aos robots.txt

Envio do Sitemap via uma solicitação http

Esta opção é, digamos assim, a mais complicada mas nem por isso a mais ou menos utilizada, cada um pode decidir por qualquer uma já que as três são totalmente válidas.

Para enviar a solicitação podemos utilizar curl, wget ou qualquer método similar. A sintaxe é a seguinte: <searchengine_URL>/ping?sitemap=sitemap_url

Um exemplo seria o seguinte:

<searchengine_URL>/ping?sitemap=http://www.dominio.com/sitemap.xml

O funcionamento é o seguinte: a url codifica sua linha e a converte no seguinte:

<searchengine_URL>/ping?sitemap=http%3A%2F%2Fwww.dominio.com.br%2Fsitemap.xml

Se tudo der certo, nos chegará um código HTTP 200, enquanto que se algo sair mal receberemos qualquer outro código HTTP. Se você receber o código HTTP 200 não significa que seu arquivo sitemap seja válido mas simplesmente que foi recebido.

Esta opção pode resultar útil se criarmos uma tarefa automática que a cada x tempo nos envia tal solicitação.

Conclusão

De quaisquer das três formas, os rastreadores exibirão seu arquivo, mas o mais fácil e eficiente é o primeiro, ou seja, ir subindo um a um os sitemaps aos distintos buscadores mediante suas ferramentas, se é que as têm. Caso contrário, para mim, a opção dos arquivos robots.txt é bastante boa.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato