Para que serve Linux?

Comecemos analisando onde Linux pode ajudar você como usuário e o que deveria levar você a testar este sistema operativo em seu computador de área de trabalho.

Por Pablo Bernardo- Tradução CRV


Publicado em: 19/9/12
Valorize este artigo:
São muitas as razões pelas quais os profissionais do mundo da informática se decidem a trabalhar em sistemas Linux mas, e o usuário comum? Linux é apenas para informáticos, programadores e demais?

A continuação explicarei que também há muitíssimas razões pelas que um usuário que não se dedica à informática profissionalmente, pode encontrar em Linux uma grande ajuda para fazer as tarefas que realiza diariamente. Inclusive pode ser um bom caminho para entender aqueles aspectos que às vezes lhe escapam sobre como funciona um computador.

Nota: Antes de continuar com nosso artigo cabe esclarecer uma questão de terminologia. Quando nos referimos a "Linux" tecnicamente estaríamos apenas nos referindo ao núcleo do sistema operativo, conhecido como "Kernel". Para referir ao sistema operativo, o correto seria utilizar o termo "GNU/Linux", que faz referência tanto ao núcleo do sistema operativo (Linux) quanto às diversas ferramentas para a administração (criadas pelo projeto GNU). No entanto, ao longo deste artigo e de todo o manual que vamos publicar em CriarWeb.com, utilizamos a palavra Linux em seu sentido ampliado, ou seja, a distribuição completa do sistema operativo mais as utilidades de software para sua administração.

Por que você deve dar a Linux uma oportunidade na sua máquina

O principal motivo que poderia dar para começar a usar Linux é que se trata de um sistema operativo livre e de código aberto. Não me refiro ao fato de que seja gratuito, que sem dúvida também é importante, mas às implicações que fazem com que o código do sistema não esteja oculto, mas à vista de usuários e desenvolvedores.

Uma importante consequência de que o código se encontre ao alcance de todo o mundo é que o sistema se torna mais seguro, posto que toda uma comunidade de desenvolvedores que o utiliza como ferramenta de trabalho o observa e contribui de maneira ativa em suas melhorias de funcionamento e desenvolvimento.

Ao contrário do que muita gente pensa, não é um baixo número de usuários, e portanto um desinteresse por parte dos atacantes, o que torna Linux seguro. Na verdade Linux é um sistema operativo muito usado, não só por grandes e pequenas empresas, mas também cada vez por maior número de usuários a nível de área de trabalho.

As razões reais que fazem Linux mais seguro são, entre outras, seu sistema de usuários e de adjudicação de diferentes permissões a cada um deles. Talvez a principio possa resultar estranho, e inclusive molesto, o esquema de privilégios de Linux, ao menos para a maioria de usuários que se acerquem ao sistema por primeira vez, mas acredite , isto é o que faz com que em seu sistema ninguém, nem nada, possa apagar coisas que não deve, instalar programas inadequados nem "destroçar" partes importantes nem configurações do sistema. Mais adiante entraremos mais a fundo a explicar em profundidade este sistema de usuários e permissões que se baseia nos fundamentos e filosofia mesma sobre a que foi construído Linux.

Outra razão que o faz mais seguro é que Linux não é uma grande máquina de dimensões descomunais que tem de se mover em bloco e portanto difícil de mover, reparar, corrigir ou mudar. Linux funciona mais como um gigantesco grupo de muitas pequenas máquinas que funcionam em perfeita sincronia e simbiose. Neste sistema, cada parte, cada função a realizar (desde o gestor de janelas, até o sistema de instalação de programas, passando por cada parte do sistema operativo), é um pequeno programa independente e por tanto fácil de eliminar, reparar, reinstalar ou substituir.

Existem muitas outras razões pelas que esta segurança é um fato demonstrável, porém não é este o único conteúdo deste artigo, assim que de novo o trataremos também mais adiante quando tenhamos começado a conhecer as diferentes partes deste sistema operativo.

Pode ser que agora você também esteja pensando que se trata de algo pensado mais para esses supercomputadores que os profissionais devem usar. A verdade é que na realidade a maioria de ferramentas que os desenvolvedores de software utilizam, não requerem uma grande quantidade de recursos. Ademais, resulta que a coisa é justamente ao contrário, Linux faz um uso muito responsável dos recursos de sua máquina, tanto por sua maneira em si de trabalhar, quanto por suas altas possibilidades de configuração. Tanto é assim que inclusive uma distribuição Linux pode ser uma boa opção para dar nova vida a essa velha torre ou portátil que você tem em casa porque "vai muito lento" e já ficou antiquado.

Muito software a sua disposição

Talvez você se preocupe que ao falar de Linux comecemos a ficar muito técnicos e você não consiga nos acompanhar por não ser um experto no assunto. Nada mais longe da realidade. Neste sentido você deve saber que os grandes desenvolvedores também passaram por esta etapa e seguramente tiveram dúvidas inclusive mais básicas que as suas. No entanto, agora vamos a uma parte que resultará fácil de compreender e certamente muito atrativa.

Se você utiliza uma distribuição Linux, tem à sua disposição uma quantidade inimaginável de software de maneira gratuita e o que é mais importante, de todo o tipo. Hoje m dia existem soluções de software livre para dar resposta a todo o tipo de necessidades do usuário, quer tenha um perfil profissional e trabalhe em uma empresa, quanto para aquelas pessoas que desejam utilizar Linux a nível individual.

O melhor de tudo é que é facilíssimo instalar e desinstalar programas em Linux e ademais sem a preocupação de não saber se estes programas deixaram por aí "restos" de sua instalação como ocorre em outros sistemas operativos. Uma razão mais pela qual seu Linux se manterá sempre "em forma".

Neste tipo de sistemas, você não terá que navegar por centenas de páginas da Internet buscando algum software que sirva, baixá-lo, seguir seu processo de instalação, ou fazer um uso indevido de programas proprietários para os que você não tem uma licença legal. Ao contrário, as fontes de software em Linux funcionam através de uma serie de servidores centralizados (aos que chamamos "repositórios") onde se armazenam os programas de maneira controlada e segura. Como você poderá comprovar e explicaremos no Manual de Linux, o próprio sistema operativo se ocupa de buscar para você qualquer pacote de software quando solicitado.

Você tem ideia do fácil que podem chegar a resultar as coisas quando você se acostuma a fazê-las assim? Vou contar algo mais que decorre deste tipo de funcionamento. O sistema é atualizado muito frequentemente. Cada um dos pequenos módulos do sistema operativo recebe suas próprias atualizações e correções. Portanto, o próprio sistema proporcionará também de maneira automática cada nova atualização de todo o software de seu computador, quer pertença ao próprio núcleo do sistema operativo ou a qualquer programa que você tenha instalado a posteriori.

Agora talvez você tenha se animado... por onde você começa com algo que você desconhece?

Começaremos com Ubuntu

No se preocupe com nada. Para acompanhar você através do processo de introdução na filosofia de Linux, escolhemos uma distribuição específica. Isto fará com que você possa seguir cada passo que vamos realizando, de uma maneira definida e fiável. A distribuição que vamos usar é Ubuntu.

É provável que muitos entendidos no assunto sejam partidários de distribuições mais "técnicas", mas não é nossa intenção jogar você na piscina sem colete salva-vidas , mas sim acompanhar você desde a margem passo a passo até que com o tempo você talvez seja capaz de atravessar por sua própria conta um mar inteiro nadando. Nossa ideia é que cada passo que você dê neste processo resulte relaxado, cômodo e entendível. Só desta maneira você poderá chegar a se converter em um usuário experimentado e independente, seguro de escolher por si mesmo a distribuição que deseja utilizar e perfeitamente capacitado para manejá-la.

As razões pelas que escolhemos esta distribuição se baseiam precisamente nessa filosofia sobre a que queremos trabalhar. Entendemos que Ubuntu proporcionará a você um entorno cômodo e seguro, onde pode dar seus primeiros passos dentro do mundo de Linux. É amplamente utilizada por milhares de usuários em todo o mundo e é frequentemente porta de entrada para Linux para muitas pessoas.

Isto faz com que exista uma comunidade de usuários enorme que continuamente traz contribuições e à que é extremamente fácil solicitar informação em caso de dúvida. Na verdade há muitíssima informação escrita em espanhol e português a cerca de Ubuntu e de todo que o rodeia.

A interface de Ubuntu resultará seguramente bastante intuitiva e amigável, o que facilitará sua aprendizagem e experimentação. Exploraremos cada parte do sistema e você poderá conhecê-lo em profundidade, de uma maneira progressiva. E mais, se você não quiser, sequer terá que se desprender do sistema operativo que agora você esteja utilizando, é fácil e explicaremos como.

Conclusão

Aqui começa, portanto, um caminho que esperamos traga muitas experiências gratificantes. Começa só com a leitura de um artigo, ma permitirá que você adentre em um território onde poderá ter um controle real sobre tudo o que ocorre em seu computador. A final de contas, Linux fará de você um usuário mais livre, como o próprio sistema operativo.

Mas tampouco vamos enganar você. Seguramente surgirão dúvidas e pequenas dificuldades e desafios que enfrentar, não só por você ter que se familiarizar com uma nova maneira de fazer as coisas, como também pelas características de seu computador e as necessidades de configuração e personalização. Entretanto, se você continuar lendo esta linha de artigos estaremos com você para ajudar nas tarefas mais comuns e há uma grande comunidade por detrás que está constantemente publicando na Internet uma grande quantidade de documentos que ajudarão ante os possíveis conflitos que você possa encontrar.

Neste sentido, também não queremos dar muita importância ao assunto, posto que à medida que vão sendo apresentadas novas versões de Ubuntu, ou qualquer outra distribuição, se vão solucionando as distintas necessidades dos usuários e do hardware de cada máquina. Na atualidade em muito raras ocasiões você vai se preocupar por questões como os drivers necessários para que funcionem todos os dispositivos de seu computador. Além disso, ensinaremos a conseguir que em sua máquina convivam em harmonia tanto Linux quanto outros sistemas operativos que você esteja utilizando atualmente.

Ao final, estamos seguros de que resolver os pequenos problemas que você possa encontrar, provocará uma realização pessoal que seguramente motivará você a ir mais longe com seu novo amigo Linux.

No artigo seguinte explicaremos como instalar seu sistema Linux em 30 minutos!






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato