MSN Music. Um pequeno problema de perspectiva

Criticar a Microsoft é fácil e por isso comentamos seu novo projeto de música. O problema... se alguém pensa em microsoft e internet, as 3 primeiras palavras que nos vêem à cabeça são vírus, lento, inseguro...

Por César Martín


Publicado em: 03/10/07
Valorize este artigo:
Aqui está o reluzente MSN Music.


Atualmente nada novo no horizonte...
Poderíamos dizer que estamos diante de qualquer outra página web.


Inclusive se a comparamos com a loja de apple, a coisa parece igualada...

O problema de perspectiva.

A Loja de MSN se acessa via web. http://music.msn.com/. E se alguém pensa em música via web, a primeira idéia é algo assim como eMule... não MSN.

Por outro lado, o grande mercado, embora pouco a pouco vai entrando, em geral não confia tanto na internet...

Poucos sites já conseguiram ser identificados com qualidade, garantia... como Amazon...

O problema é que microsoft pensa que tem uma marca que se identifica com segurança, garantia, durabilidade... quando muita gente percebe valores do tipo:

  • Atualização.
  • Vírus.
  • Bloquear-se.
E a extensão da marca implica a seus serviços na internet onde MSN é uma marca arrastada pela inércia do grupo, porém, com pouco valor em si mesma.

Por que Apple fez bem

Apple lançou em sua loja de música dentro de uma aplicação própria (iTunes) afastando do usuário a percepção negativa que possa ter da internet (como conceito web).

Por outro lado, a aplicação iTunes só serve para colocar e comprar música com o qual aumenta a sensação de segurança frente ao navegador. O navegador como serve para tudo e se pode ir a todas as partes, os usuários não confiam tanto que sua informação pode estar a salvo.

Por outro lado, apple não está constantemente nas notícias digitais com titulares como "Ataque..." "Falha..." "Atualização...".

No fundo, a marca importa muito

Microsoft teria feito muito melhor se tivesse lançado algum tipo de loja com outra marca... deixando seu "Microsoft" como "partner", mas não como bandeira visível.

Microsoft e MSN chegaram até onde puderam. Hotmail não respondeu com a suficiente agilidade e Yahoo e Google conseguiram captar aos "hardcore-users" que são os que mais contam.

O buscador de MSN perde gas e aparece nas estatísticas porque em muitos navegadores é a página padrão quando uma URL não aparece ou coisas desse estilo... Porém, marcas que não são demandas são marcas que tendem a desaparecer.

O tema da música vai ser interessante, assim como o tema do webmail. As marcas serão verdadeiros "assets" na hora de mover os milhões de usuários necessários para sobreviver.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato