O que é AJAX

Damos um repasso global a AJAX, desde seu começo até a atualidade.

Por Serviweb


Publicado em: 09/9/08
Valorize este artigo:
Lá para meados dos anos 90, época na que Internet apenas assomava em nossas vidas cotidianas, e muitos eram os que ainda poderiam prescindir dela, era muito comum ouvir falar da linguagem JAVA. Nenhuma publicação especializada escapava ao fenômeno: as revistas se enchiam de artigos elogiando aquela tecnologia, e prevendo como guru, que, no futuro, a linguagem de programação que mudaria nossas vidas seria o homônimo de um café típico de uma desconhecida ilha de Indonésia.

Poucos teriam arriscado, pelo contrário, que a base do verdadeiro fenômeno dos anos seguintes, se encontraria não no todo poderoso JAVA, senão em uma pequena e humilde linguagem de script, a qual tomaria parte do nome da antiga vedete tecnológica, e que muitos, durante muito tempo, confundiriam erroneamente com seu irmão menor, embora pouco parentesco teriam estes dois: estamos falando, claro, do JavaScript.

Não seria até começos do seguinte milênio que este pequeno encontraria um sócio do qual se nutriria com força, sociedade da qual se originaria uma verdadeira revolução que mudaria a forma em que vemos e utilizamos a rede de redes. Este sócio é o XML. Sem ser uma linguagem propriamente dita, o XML já tinha vários prêmios em seu haver: para esse então prometia gerar uma profunda mudança no intercâmbio de informação e a representação da mesma (de fato, a estas alturas já havia deixado de ser uma promessa para se converter em uma realidade). Aquela fusão da qual falamos não ocorreria senão fosse o desenvolvimento do paradigma da revolução "internetiana": o HTTPRequestObject. Porém, não seria até o mês de fevereiro de 2005 que Jesse James Garrett, arquiteto da informação, lhe daria um nome ao fenômeno cunhando o termo AJAX: Asynchronous JavaScript and XML (JavaScript e XML assincrônicos). Talvez, sem pretendê-lo, com o novo termo, de palavra curta e contagiosa, ajudou a que o fenômeno se expandisse com ainda mais força.

Porém, o que é exatamente AJAX? Se você tem uma conta de Gmail, provavelmente já terá experimentado. AJAX é, sem lugar à dúvidas, uma das novidades mais atrativas e promissórias da denominada Web 2.0. AJAX joga por água abaixo tudo o que conhecíamos sobre a maneira de nos relacionarmos com Internet. Esta tecnologia redefine o termo 'interatividade', passando ao seguinte nível. A partir desta pequena revolução, a expectativa do que possa ocorrer nos anos seguintes no que se refere à Internet, algo do qual já se pode ver simplesmente percorrendo alguns dos blogs especializados, que diariamente refletem alguma notícia relacionada com algum novo serviço, site ou aplicação que faz uso das bondades de AJAX.

AJAX não é uma tecnologia propriamente dita. É, como dissemos, uma fusão de tecnologias. Porém, o que é que torna AJAX tão poderoso? Para dizer a verdade, a nova vedete da Internet baseia sua fortaleza em seus dois pilares fundamentais: um cada vez mais poderoso JavaScript, que foi melhorando com o passar dos anos e se foi assentando graças à definição de normas e padrões que se foram adotando (finalmente) de maneira cada vez mais ampla, e da versatilidade do XML. Neste caso também, como se costuma dizer, o todo é mais que a soma de suas partes.

Graças a AJAX, atrás ficaram os velhos formulários cujas páginas deviam ser carregadas para o envio. Atrás ficaram também as intermináveis listas de informação que nosso navegador baixava, informação a qual talvez só necessitássemos uma pequena parte. AJAX faz com que a informação seja carregada de maneira precisa, fácil e ágil.

É graças a tudo isso que, voltando ao caso de Gmail, enviar uma mensagem neste serviço de correio eletrônico não implica recarregar todas as mensagens de nossa caixa de entrada uma vez enviada. Ou abrir uma mensagem muito antiga para recuperar um dado que precisamos não significa ter que voltar a solicitar e baixar toda a interface do sistema (imagens, html, scripts, etc.) outra vez.

Para fazer uma analogia rápida, AJAX torna mais parecidas as aplicações web a aplicações standalone. Porém, com todas as vantagens do que uma aplicação web implica.

Porém, a coisa não termina em Gmail. O que torna AJAX tão emocionante é que diariamente, novas aplicações e serviços são lançados fazendo uso desta tecnologia. Serviços que nos trazem um plus extra por sua agilidade, velocidade e simplicidade de uso. Casos de sucesso como flickr, Digg, del.icio.us, Writely (um processador de textos montado totalmente na web), ou o iminente Windows Live Mail, e uma longuíssima etcétera são um claro exemplo disso.

Até onde chegará AJAX? Ninguém sabe, porém pelo menos podemos ter um indicio. Recentemente foi anunciado o primeiro sistema operacional baseado em AJAX: o AJAX OS, que ainda não tem data de lançamento (somente um sucinto 'Coming soon'), mas que já anunciou que contará com suporte totalmente nativo para esta tecnologia. O sucesso deste empreendimento talvez marque o que AJAX é capaz de alcançar.





Comentários do artigo
Foi enviado 1 comentário ao artigo
1 comentário não revisado
0 comentários revisados

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato