O quadrado

Elementos de desenho: o quadrado.

Por Luciano Moreno


Publicado em: 26/7/07
Valorize este artigo:
O quadrado é a figura geométrica formada por quatro linhas retas de mesma longitude, denominados lados, que formam ângulos perfeitamente retos nos pontos de união entre elas (esquinas a 90º).


O quadrado é uma figura muito estável e de caráter permanente, associada a conceitos como estabilidade, permanência, honestidade, retidão, limpeza, esmero e equilíbrio.

A figura derivada do quadrado por modificação de seus lados é o retângulo, de propriedades análogas ao quadrado, apesar de sugerir menos perfeição e estabilidade.


O quadrado expressa direcionamento horizontal e vertical, referência primária com respeito ao equilíbrio e o bem-estar. É menos proponente e mais neutro que os retângulos, porém mais sólido. Convida a olhar seu centro e passear a olhada em espiral em volta desse ponto.


Os retângulos horizontais aportam solidez, estabilidade, dão a sensação de ser difíceis de inverter. Quando são de tamanho grande permitem que o olhar do espectador passeie de um lado ao outro, em sentido horizontal.


Os retângulos verticais, pelo contrário, dá a sensação de menos solidez, é menos estável, parece que pode se inverter a qualquer momento. Neles, o olhar do espectador não pode passear de um lado ao outro, porém, pode mover-se verticalmente, dando sensação de elevação, e é apto para representar aqueles objetos que na verdade têm uma forma ascendente.


Os quadrados e retângulos terão suas qualidades visuais modificadas segundo sua forma, tamanho, cor do contorno e área interna, localização, escala, etc.
A projeção tridimensional do quadrado é o hexaedro ou o cubo, corpo geométrico muito associado às obras próprias do ser humano, como os edifícios.
Os retângulos são as formas mais naturais para um computador, já que o monitor e as janelas dos sistemas operacionais gráficos são todos retângulos horizontais. Uma página web possui uma forma claramente retangular, definida pela janela do navegador. Ademais, os elementos web (tabelas, camadas, animações Flash, applets de Java, etc.) são de forma retangular.

Isto faz com que os retângulos sejam especialmente adequados para seu uso nas páginas web, proporcionando equilíbrio e estabilidade às mesmas.


Entretanto, é conveniente seguir uma série de pautas na hora de usar retângulos, a fim de evitar a monotonia e o aspecto artificial de uma página quadriculada demais:

  • Cada retângulo deve estar alinhado com os demais objetos da página que lhe rodeiam.
  • O tamanho do retângulo deve ser maior que o conteúdo do mesmo, o suficiente como para que este se apresente livre, com espaçamentos convenientes pelos quatro lados.
  • Não usar nas tabelas bordas padronizadas, ou seja, cinzas e com efeitos de relevo. Se forem usadas para separar logicamente registros, é melhor lhes atribuir uma borda fina (sobre 1 píxel) de uma cor que contraste suficientemente com a borda, porém que não seja chamativa demais. De qualquer forma, é preferível utilizar outros métodos para obter a separação, como filas de duas cores alternativas (pijamas).
  • Se desejar situar na página vários retângulos de funcionalidade análoga (caso de elementos de um menu de navegação, por exemplo), é preferível posiciona-los em séries horizontais, já que se perceberão mais como uma linha do que como um conjunto retangular.

A dureza visual dos retângulos pode-se suavizar adicionando-lhes outros elementos que os modifiquem em parte. Um exemplo disso, são as tabelas ou botões com esquinas arredondadas, que rompem a monotonia da forma retangular.


Outra forma de compensar a rigidez das formas retangulares é combina-las na composição com formas curvas que aportem liberdade e dinamismo.





Comentários do artigo
Foram enviados 4 comentários ao artigo
4 comentários não revisados
0 comentários revisados

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato