Requisitos de largura de banda para produção de vídeo por streaming

Análise dos requisitos de largura de banda e transferência para realizar a emissão de vídeo em direto por streaming, no relativo ao produtor do sinal.

Por Miguel Angel Alvarez - Tradução de Celeste Veiga


Publicado em: 05/11/12
Valorize este artigo:
Uma das coisas que se pergunta qualquer pessoa que deseja retransmitir eventos com vídeo por streaming na Internet, são as necessidades de largura de banda que essa atividade vai requerer. Neste artigo vamos dar respostas a essa pergunta, ou pelo menos dar as pautas para que você possa calcular aquelas que necessitaria, segundo suas previsões de audiência e o tipo de dispositivos.

Na verdade, os cálculos que você tem que fazer para saber seus requisitos não têm muita dificuldade e se sabemos, mais ou menos, quais são as contas a realizar, não nos custará muito usar a calculadora para obter respostas concretas.

Devemos começar fazendo uma diferenciação entre os requisitos de transmissão do produtor do vídeo e do servidor de streaming. Por um lado você vai necessitar de um computador que produza o sinal de vídeo e o envie ao servidor de streaming. Por outro lado, estará o servidor de streaming, que é o que se encarrega de multiplicar e enviar o sinal a todos os clientes que estão vendo o vídeo. Neste artigo nos dedicaremos a estimar as necessidades de largura de banda do computador que realiza a produção do vídeo.

Bitrate do vídeo

Antes de começar a fazer cálculos, porém, devemos esclarecer um conceito que talvez seja novo para o leitor, o bitrate. O bitrate, ou a taxa de bits em português, é a quantidade de bits por segundo de seu sinal de vídeo. É claro, maior bitrate, melhor qualidade no vídeo que é distribuído por Internet e maiores necessidades de largura de banda, pois o vídeo ocupará mais.

O bitrate é independente do tamanho do vídeo, em altura e largura. Claro que para maior resolução do vídeo, requereremos um bitrate maior para conservar a qualidade. Dito de outra forma, dois vídeos com o mesmo bitrate, que tenham a mesma duração, devem ocupar mais ou menos o mesmo em disco.

Obviamente, do anterior se deduz que, para vídeos da mesma resolução, o que tenha um bitrate maior se verá mais nítido e com maior qualidade.

Para nossos cálculos utilizaremos a unidade de bitrate KBPS que são "Kilobits por segundo".

Produção do sinal de vídeo e bitrate

Por agora, vamos estimar as necessidades de largura de banda de sua conexão com a Internet, ou seja, a saída a Internet que use o computador que envie o vídeo ao servidor. Esse computador é o que chamaremos produtor de sinal computador de vídeo.

Pois bem, esta parte do cálculo é muito simples de realizar. Você simplesmente tem que decidir a que tipo de dispositivo quer dedicar seu sinal. Ou seja, qual é a qualidade do vídeo que você deseja enviar? Deve ser dimensionada para dispositivos móveis? Você visa mais a computadores de área de trabalho? Talvez a ambos? Você quer transmitir em HD?

Uma vez resolvidas essas perguntas podemos realizar algumas estimativas.

  • Se queremos uma qualidade de vídeo que seja bem vista em móveis, poderíamos visar a um bitrate de 200 Kbps.
  • Se queremos nos dirigir a uma audiencia de computadores de área de trabalho, necessitaríamos um vídeo de maior qualidade, de modo que poderíamos aconselhar um bitrate em torno dos 400 Kbps.
  • Se queremos um vídeo de alta qualidade podemos pensar em um bitrate de 800 Kbps.
  • Para vídeo em HD (alta definição), necessitaríamos um bitrate em torno de 1300 Kbps.
Nota: estas medidas de bitrate estão estimadas de maneira geral, Mas poderiam variar segundo seus interesses ou a qualidade real do vídeo que você deseje emitir. Como sempre, quanto maior bitrate, mais qualidade terá o vídeo.

Esquema multi-bitrate

Bem, mas devemos nos conformar com enviar um tipo de sinal?

Vamos supor que somos ambiciosos e que queremos enviar nosso sinal em HD. Genial, entre nossa audiencia, aqueles que tenham largura de banda suficiente para assistir a transmissão em alta definição o verão perfeitamente e nos agradecerão o esforço .

Porém, o que acontece com as pessoas que não tenham conexão suficiente com a Internet para ver o vídeo com toda essa qualidade? Bem, não poderão ver nada, ou experimentarão tantos cortes que se tornará uma experiência desagradável .

No entanto, você tampouco quer que, por um grupo de usuários que tenham uma conexão de pior qualidade, se sacrifique a qualidade do vídeo de seu evento para o resto de assistentes, não? Para estes casos podemos produzir nosso vídeo com multi-bitrate.

O multi-bitrate, ou múltipla taxa de bits, significa que seu computador enviará ao servidor de streaming vários sinais de vídeo de diferente bitrate. O servidor de streaming, atendendo à solicitação ou características do cliente, lhe enviará um ou outro sinal de vídeo.

Imagino que tenha ficado claro, mas insisto, que quando queremos retransmitir vários tipos de audiencia, temos que utilizar um esquema multi-bitrate e é responsabilidade de nosso computador produtor criar todos esses sinais de vídeo para distintas qualidades.

Requisitos de largura de banda de acordo com o público objetivo

O primeiro que devemos saber é que as conexões de banda larga que são vendidas geralmente têm uma capacidade distinta de descida e de subida. Para transmitir o sinal de vídeo ao servidor de streaming você necessita subir dados para a Internet, de modo que a velocidade que contará é sua velocidade de subida.

Nota: Os provedores de conexão para a Internet geralmente anunciam a velocidade fazendo menção à velocidade de descida. Por exemplo, minha conexão de 10 megas, se refere à largura de banda de descida que tenho. No entanto, de subida só me dá meio mega, o que é o mesmo que 512 Kbps. Gugleie "speed test" para acessar diversos serviços para medir tanto sua velocidade de descida como de subida.

Agora temos todos os conhecimentos e dados para poder realizar os cálculos da conexão para a Internet que necessitaremos.

Em esquemas de bitrate simples, as contas são muito diretas. Ou seja, se você está mandando somente um sinal, você necessita uma conexão para a Internet que seja superior a esse bitrate.

Nota: Como você deve saber, as conexões para a Internet também se medem em Kilobits por segundo (não Kilobytes, 1 byte=8bits). Sendo assim, o bitrate de seu vídeo tem a mesma medida do bitrate de sua conexão com a Internet. Se você tem 1 mega de subida, é equivalente a dizer que você tem1024 Kbps de subida.

Você deve também ter em conta que a velocidade de conexão flutua, pelas características da Rede. É por isso que você nunca deve tentar transmitir um bitrate muito próximo ao limite de velocidade de sua conexão com a Internet. Além disso, quando vendem a você uma velocidade de subida, realmente sua conexão nunca vai chegar a essa velocidade contratada.

É por isso que você deve se conformar com transmitir 50% ou 66% de sua velocidade de upload. Por exemplo, para transmitir o vídeo a qualidade móvel de 200Kbps, com uma conexão de 512Kpbs deveria ser mais que suficiente. Com um mega de subida, você poderá transmitir corretamente um sinal de vídeo entre 400Kbps a 600Kbps.

No que diz respeito ao esquema multibitrate, você simplesmente tem que fazer a soma de todas as qualidades que deseja transmitir. Por exemplo:

Normal + Móvel = 400 kbps + 200 Kbps = 600 Kbps
HD + Normal + Móvel = 1300 + 400 kbps + 200 Kbps = 1900 Kbps






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato