Técnicas básicas de posicionamento em buscadores

SEO para Dummies, segunda parte.

Por Juanjo Palacios


Publicado em: 22/11/12
Valorize este artigo:

85% do tráfego na Internet é gerado através dos motores de busca. No entanto, 75% dos usuários nunca passa da primeira página de resultados.
7ª Pesquisa de Usuários WWW - Georgia Institute of Technology


 

Como já comentei na primeira parte deste artigo, o principal é esquecer as artimanhas, conhecer sua audiência e dotar seu site de conteúdo relevante, diferenciado e de qualidade.

Você logo me dirá, mas é isso é exatamente o que eu faço com minha web e não acerto uma. Tudo bem, mas tenho para você uma notícia boa e uma ruim: a boa é que você pode melhorar dramaticamente sua posição no ranking, e a ruim é que não há remédio mágico: você vai ter que dar duro. Então vamos lá, se você está disposto, vamos arregaçar as mangas da camisa e mãos à obra:
 

Teça sua própria teia de aranha

A principal técnica de SEO consiste em conseguir que outras páginas web externas linquem com a sua. O algoritmo do buscador interpreta, não sem razão, que quantas mais páginas redirijam a outra, mais importante deve ser esta última. Assim que se você quiser melhorar seu posicionamento natural busque sócios, provedores, clientes, amigos, familiares, fãs e outros correligionários e oferecer lhes algum tipo de acordo. Por experiência sei que é uma tarefa árdua, mas vale a pena.

Com isto você já aprendeu o mais importante que tinha que saber. Se ler cansa você, pode deixar a leitura neste ponto e começar a buscar links como um desvairado. Claro, que ainda podemos aprender mais algumas coisinhas interessantes:
 

Aposte grande

Nem todos os hipervínculos são iguais. Para o buscador, não é o mesmo se eu linco você de minha modesta página pessoal dedicada ao mítico grupo de música rock the Kinks*, do que se o faz Criarweb, por exemplo, que tem um número invejável de visitas diárias e um respeitável ranking.

Claro, que esta característica resulta muito atrativa para os garotos maus, que para melhorar sua posição se lançaram ao assalto de sites bem classificados com o objeto de preencher foros, comentários ou livros de vistas com links sem sentido para suas próprias webs. Para evitar esta má praxis, se utiliza como antídoto a etiqueta Nofollow <meta name="robots" content="nofollow"> no código. Com isto se consegue cortar o fluxo e inutilizar o spam. Para sua informação, Wikipedia é um destes sites que utiliza esta etiqueta com todos os seus links externos.

Nota: Acima você tem um bom exemplo de uma mal dissimulada técnica de SEO. Lamentavelmente, a temática das duas webs não tem nada a ver, de modo que o valor do link neste caso tem uma incidência muito limitada.

Linque, que alguma coisa fica

Procure que o texto que vincule inclua palavras chave. Assim, para Criarweb.com será muito más interessante um link indicando que diga "interessante portal sobre linguagens e tecnologias de Internet",do que um vínculo com apenas o nome .

Os links internos dentro de seu próprio website também têm sua importância. Lembre que seus visitantes podem acessar seu site de qualquer página, e não só através da Homepage. Ainda que fosse apenas por questões de usabilidade, você deveria manter sua estrutura de páginas bem lincada e organizada. Agora bem, tenha em conta que quanto maior a profundidade de nível no menu, menor relevância vai ter para o robot e menores possibilidades de indexação. Quanto mais horizontal seja sua estrutura, melhor. No caso de ter muitas subseções, certifique-se de fazer como o Pequeno Polegar e ir deixando migalhas de pão (breadcrumbs) pelo caminho.
 

Dê sua palavra

Pare por um momento e pense quais são as palavras mais prováveis –ou mais desejáveis- que seu público vai introduzir como critério de busca para chegar até você. Faça uma lista. Procure incluir sinônimos e frases completas. Hoje em dia, mais de 70% das buscas se realizam através de frases (cauda longa no argot). Catalogue-as por relevância. Estude que posições ocupa sua concorrência para estes termos. É um estudo analítico detido, mas pode servir ademais para campanhas de SEM. Inove: de 20% a 25% das buscas diárias que Google recebe são novas para o buscador (Udi Manber, 2007), todo um terreno virgem por conquistar!

À hora de redigir seus textos, procure utilizar estas palavras chave selecionadas. Sem exagerar. Inclua as mais importantes dentro das etiquetas <TITLE>, <H1> e <ALT>, mas também dentro do endereço (URL) e dos nomes de arquivos!

Procure que as palavras chave tenham relação com a temática. Já falei que não há que usar artimanhas, não?

As metaetiquetas sobre palavras chave tiveram utilidade no seu tempo para definir o conteúdo e a orientação de um site. Infelizmente, são presa fácil para a manipulação, e seu abuso de forma generalizada pelos malvados spammers levou a que hoje , careçam de importância e não sejam levadas em conta.
 

Situe-se no mapa

Se você tem um site complexo, você pode criar um mapa de sua web para ajudar o robot a indexar seu conteúdo de forma correta. Se você não sabe como fazer um mapa XML, existem algumas ferramentas gratuitas na Web que facilitaram sua tarefa.
 

Ser velho agrada

Os motores de busca interpretam o tempo de permanência na rede como um fator positivo. Se você conseguiu sobreviver todo este tempo, será por algo. Também é bem visto que suas páginas sejam atualizadas com regularidade, com isto você está dizendo ao buscador que seu site está vivinho e com fôlego.
 

A melhor estratégia on-line é dispor de uma boa estratégia off-line

Exatamente como você está ouvindo. Ter um departamento ativo de marketing tradicional vai marcar as diferenças à hora de encher a web de visitantes: notas de imprensa, eventos, referências, associações estratégicas, relações públicas, ações de telemarketing, etc. vão fornecer valioso conteúdo do que se vai beneficiar em grande medida a parte digital. Não só de zeros e de uns vive o homem.
 

Finalmente, o que você NÃO deve fazer

Os robots gostam do velho e simples HTML. Embora atualmente os grandes buscadores (Google, Yahoo e Bing) pesquisem com tecnologias para indexar conteúdo multimedia como o de vídeos ou imagens, se você quiser facilidade esqueça-se de Flash, Iframes, AJAX ou outras tecnologias de bases de dados, links com javascript e de programas ou conteúdo multimedia embebido. Quanto a HTML5, irá ganhando relevância com o tempo. Mantenha-se na escuta...

Certifique-se ademais de que seu provedor de alojamento seja fiável. Se seu servidor cai com frequência, o buscador penalizará você. Se a carga é lenta, também. Evite também na medida do possível os redirecionamentos 302.

Se você publica conteúdo plagiado ou suspeitosamente similar ao de outra página web, você será colocado no último da fila por cópia. Tampouco você gozará de uma classificação alta se somente oferece links externos sem conteúdo próprio. Os links entrantes de sites registrados como spammers são um mau assunto, ou para que nos entendamos: se uma web russa que vende Viagra sugere um intercambio de links, decline amavelmente o oferecimento.


PD- No final, minha mãe ficou preocupada porque não entendeu nada do artigo. Me perguntou o que é um hipervínculo.






Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato