Utilizar uma biblioteca PHP para trabalhar com o API de Twitter

Como utilizar a biblioteca Twitter class para trabalhar com o API de Twitter de uma maneira simples.

Por Miguel Angel Alvarez - Tradução de JML


Publicado em: 12/5/10
Valorize este artigo:
Até este momento no Manual del API de Twitter em PHP vimos generalidades sobre o API de Twitter e como fazer um primeiro script PHP para conectar por HTTP com as URL de consulta do serviço, com a ajuda de cURL. Vimos que para fazer um pequeno exemplo necessitamos pouco código PHP, porém no momento os resultados que obtemos não processamos e nos servem para pouco.

Poderíamos evoluir um pouco o código anterior e fazer scripts mais complexos, porém há que trabalhar em diversas frentes, cada uma com suas dificuldades intrínsecas. Para nos darmos conta disso, quero fazer umas poucas reflexões:

  • Por enquanto, podemos ver na página alguns dados trazidos do serviço de Twitter, porém nos faltou dar-lhes formato ou processá-los de distintas maneiras para produzir nossas próprias aplicações.
  • O que recebemos do API de Twitter está em XML, por isso também necessitaremos interpretar essa linguagem através de PHP, para conseguir processar as distintas partes da resposta.
  • Há muitas outras utilidades do API de Twitter, como revisar os status dos usuários seguidos, ou dos seguidores, ou fazer que um usuário siga a outro, ou enviar mensagens a Twitter à conta de um usuário autenticado, etc.
Por estas razões e outras, podemos imaginar que o trabalho com o API pode ir se complicando à medida que se complicam nossas necessidades e vamos processando os resultados obtidos. Sendo assim, para facilitar a vida, vamos falar de uma das biblioteca que existem em PHP para comunicar com o API de Twitter. Veremos como usando uma destas bibliotecas o código PHP que temos que gerar se fará bastante mais curto e ademais a resposta que podemos oferecer ao usuário também se poderá melhorar substancialmente com muita mais facilidade.

Neste artigo, falaremos de "Twitter class", uma biblioteca que nos servirá para fazer a maioria das operações com Twitter que possamos necessitar de uma maneira simples. É uma espécie de envoltório do API de Twitter que nos permite realizar ações usando simples métodos. Ao usar estas biblioteca não necessitaremos saber cURL, nem tampouco processar nós mesmo o XML da resposta do API, e sim que teremos nossas próprias funções para fazer as conexões, que nos devolverão arrays simples de processar em qualquer script PHP.

Podemos encontrar e baixar a biblioteca em: http://classes.verkoyen.eu/twitter/

Nota:Esta biblioteca não é a única que existe em PHP para acessar ao API de Twitter. A verdade é que todas as biblioteca que visitei para decidir qual escolher são mais ou menos parecidas, com programação orientada a objetos, usando cURL, etc. Cada um pode escolher a biblioteca que mais lhe convém ou a que mais confiança lhe ofereça, facilidade de suporte, etc. Na documentação do API de Twitter há uma página onde mostram uma listagem de bibliotecas para diferentes plataformas.

Primeiro exemplo de uso da "Twitter Class"

Para começar, vamos ver um pequeno exemplo de consumo da informação oferecida pelo API de Twitter, para realizar a mesma tarefa que realizamos no anterior artigo, no qual vimos como trabalhar com o API de Twitter utilizando diretamente as funções de cURL.

Vejamos diretamente o código completo deste exemplo, que certamente poderemos entendê-lo muito mais facilmente que o exemplo do artigo anterior.

<?php
//incluo a classe Twitter, a "biblioteca envoltorio do API"
include "twitter.php";

//instancio um objeto da classe Twitter
$miTwitter = new Twitter();

//pedir as 20 últimas participacipações públicas
$statusPublico = $meuTwitter->getPublicTimeline();

//mostro os resultados na tela
echo "<pre>";
print_r($statusPublico);
echo "</pre>";
?>

O exemplo está comentado e é o suficientemente simples para supor que qualquer pessoa poderá entender os distintos passos que realizamos. Como se pode ver, com esta biblioteca podemos acessar ao API de Twitter com só três linhas de código, mais umas adicionais para mostrar a resposta na página. A diferença comparado com usar cURL nós mesmos é palpável, porém este é o exemplo mais simples, se complicássemos mais nossa tarefa, aumentariam mais os benefícios de usar a biblioteca.

Contudo, quero comentar um detalhe adicional. Antes a resposta que tínhamos estava em XML, entretanto agora, o que nos devolve o método getPublicTimeline() do objeto Twitter não é um texto em XML, e sim, que é um array multidimensional com os dados dos últimos post públicos. Sem dúvida, muito mais fácil de processar que um texto XML.

No seguinte artigo, continuaremos pesquisando coisas desta interessante biblioteca e com sua ajuda explicaremos vários outros tipos de operações que se podem realizar com o API de Twitter e com um código minúsculo.





Comentários do artigo
Foram enviados 2 comentários ao artigo
1 comentário não revisado
1 comentário revisado:
Este artigo está OBSOLETO
Por: artbit
15/12/10
O Twitter utiliza agora OAut

Usuários :    login / registro

Manuais relacionados
Categorias relacionadas
O autor

Home | Sobre nós | Copyright | Anuncie | Entrar em contato